19º Domingo do Tempo Comum « Paróquia de São Judas Tadeu
Evangelho do dia › 12/08/2018

19º Domingo do Tempo Comum

PRIMEIRA LEITURA 
(1RS 19,4-8)

Leitura do Primeiro Livro dos Reis:

Naqueles dias, 4Elias entrou deserto adentro e caminhou o dia todo. Sentou-se finalmente debaixo de um junípero e pediu para si a morte, dizendo: “Agora basta, Senhor! Tira a minha vida, pois não sou melhor que meus pais”. 5E, deitando-se no chão, adormeceu à sombra do junípero. De repente, um anjo tocou-o e disse: “Levanta-te e come!”

6Ele abriu os olhos e viu junto à sua cabeça um pão assado debaixo da cinza e um jarro de água. Comeu, bebeu e tornou a dormir. 7Mas o anjo do Senhor veio pela segunda vez, tocou-o e disse: “Levanta-te e come! Ainda tens um caminho longo a percorrer”.

8Elias levantou-se, comeu e bebeu, e, com a força desse alimento, andou quarenta dias e quarenta noites, até chegar ao Horeb, o monte de Deus.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

 

SALMO 
(33)

— Provai e vede quão suave é o Senhor!

— Provai e vede quão suave é o Senhor!

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo,/ seu louvor estará sempre em minha boca./ Minha alma se gloria no Senhor,/ que ouçam os humildes e se alegrem!

— Comigo engrandecei ao Senhor Deus,/ exaltemos todos juntos o seu nome!/ Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu,/ e de todos os temores me livrou.

— Contemplai a sua face e alegrai-vos,/ e vosso rosto não se cubra de vergonha!/ Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido,/ e o Senhor o libertou de toda angústia.

— O anjo do Senhor vem acampar/ ao redor dos que o temem, e os salva./ Provai e vede quão suave é o Senhor!/ Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

 

SEGUNDA LEITURA 
(EF 4,30-5,2)

 Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios:

Irmãos: 30Não contristeis o Espírito Santo com o qual Deus vos marcou como com um selo para o dia da libertação. 31Toda a amargura, irritação, cólera, gritaria, injúrias, tudo isso deve desaparecer do meio de vós, como toda espécie de maldade. 32Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente, como Deus vos perdoou por meio de Cristo.

5,1Sede imitadores de Deus, como filhos que ele ama. 2Vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós, em oblação e sacrifício de suave odor.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

 

EVANGELHO 
(JO 6,41-51)

—O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.Resultado de imagem para JO 6,41-51

—PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 41os judeus começaram a murmurar a respeito de Jesus, porque havia dito: “Eu sou o pão que desceu do céu”. 42Eles comentavam: “Não é este Jesus, o filho de José? Não conhecemos seu pai e sua mãe? Como então pode dizer que desceu do céu?”

43Jesus respondeu: “Não murmureis entre vós. 44Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o atrai. E eu o ressuscitarei no último dia. 45Está escrito nos Profetas: ‘Todos serão discípulos de Deus’. Ora, todo aquele que escutou o Pai, e por ele foi instruído, vem a mim. 46Não que alguém já tenha visto o Pai. Só aquele que vem de junto de Deus viu o Pai. 47Em verdade, em verdade vos digo, quem crê, possui a vida eterna.

48Eu sou o pão da vida. 49Os vossos pais comeram o maná no deserto e, no entanto, morreram. 50Eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer, nunca morrerá. 51Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

HOMILIA

“Provai e vede”

 

O Pai atrai ao Filho

            A liturgia apresenta nesse mês o discurso de Jesus sobre o Pão da Vida, do evangelho de São João evangelista. Esse texto é muito propício para podermos compreender a instituição da Eucaristia. João não relata a instituição da Eucaristia naquele momento da Ceia de Jesus, mas com esse ensinamento dá o sentido do gesto de Jesus e sua finalidade no Reino de Deus. Ouvimos a narrativa do milagre da multiplicação que nos faz compreender o momento da ceia quando Jesus tomou o pão e repartiu. E disse “Tomai e comei todos vós, pois isso é o meu Corpo, isso é o meu Sangue”. O texto lido hoje (Jo 6,41-61), nos apresenta Jesus como o Pão da Vida. Ele é muito mais que o maná que é seu símbolo. Os judeus começaram a murmurar sobre a declaração que Jesus faz sobre si mesmo de ter vindo do Céu. Mas eles O conhecem e conhecem seu pai e sua mãe. Passa então a outro nível de conhecimento: Jesus declara sua unidade com o Pai em sua Divindade. Para crer Nele, o Pai que o atrai. A fé é sempre um dom. Só crê quem o Pai atrai. Muda-se assim a noção de conhecimento que não é mais um saber, mas um conhecer a partir da comunicação do Pai. Comer a carne de Jesus no pão é receber a vida eterna e ter a garantia de ressurreição. Por causa de sua condição Divina, quem O recebe, recebe a vida éter, porque Ele é eterno. Quem dá vida é Deus. Está, pois, unido a Deus como Vida. Precisamos compreender que ter fé e comer a carne do Filho tem o mesmo sentido e finalidade. Estamos assim, recebendo a Vida. É Vida com Ele, pois o pão material dá vida terrena, unido à fé dá a Vida eterna.

Viverá eternamente

            A Vida eterna nos foi conferida por Jesus que entregou sua vida ao Pai pelo mundo. Nisso abriu para nós a possibilidade de viver a eternidade. Esta não é continuação da vida atual, mas é a condição nova em que poderemos viver. O Pai nos dá o dom da fé. Quando nos abrimos à sua proposta em aceitar o Filho. Aceitar Jesus não é um ato somente intelectual, mas vital. É vida. Quando somos capazes, em um momento, de viver como Jesus vivia, mesmo sem saber quem Ele era, estamos recebendo o chamado do Pai que nos coloca em comunhão com seu Filho. Jesus é o alimento. A fome de Deus é provocada pelo próprio Deus que nos estimula a buscá-Lo. Buscar Deus é se deixar buscar por Ele. A afirmação de Jesus que vai dar a Vida eterna quem crer e se alimenta Dele sintetiza todo o Mistério Pascal que dá a vida. Por isso diz: “Quem crer possui a Vida eterna … Quem comer do Pão nunca morrerá… Eu sou o Pão descido do Céu. Quem comer desse pão viverá eternamente” (Jo 6 41-51). Por que vive eternamente? Porque se alimentou pela fé e pela carne de Jesus dada para a vida do mundo. Entrar em contato pela fé recebe a vida.

Na força do alimento

            Se é vida gera energia e força na caminhada da vida. É o que nos apresenta a história de Elias que, vítima da perseguição da rainha Jezabel, foge para o deserto e vai para o Monte Horeb (Monte Sinai) para o encontro com Deus. Cansado e desiludido pelos sofrimentos, pede a morte. Vemos que até os bons podem se cansar. Deus dá a resposta para a força da caminhada: “Levanta-te e come” (1Rs 19,5). “Na força do alimento caminhou quarenta dias e quarenta noites até o monte de Deus” (8). É uma profecia sobre a força de vida que nos dá o Pão Vivo, Jesus. Crer e comer sua carne e beber seu sangue dá a Vida Eterna. É garantia de Ressurreição. Por isso: “Provai e vede quão suave é o Senhor” (Sl 33).

Leituras: 1Reis 19,4-8; Efésios 4,30-5,2; João 6,41-52

Ficha nº 1778 – Homilia do 19º Domingo Comum (12.08.18)

 

  1. O Pai nos atrai para crermos em Jesus que dá a vida através do Pão, seu corpo e, da fé.
  2. Quem crê em Jesus e se alimentar de sua carne terá a Vida Eterna.
  3. A força do alimento da Eucaristia sustenta longa caminhada.

            Questão de Cardápio

 

            Interessante! As coisas de Deus estão tão próximas de nós que as encontramos em nosso dia a dia. A fé muda tudo, mas parece que ficou do mesmo jeito. Pão é Cristo, mas tem jeito de pão. Vinho é sangue, mas tem jeito de vinho. Por que muda tanto? Deus é tão grande que nos deu Jesus de nosso jeito, mas era do jeito Dele. O pão tão bonito e sadio, parece que é só pão, mas com Jesus é Pão, alimento de Vida Eterna.

Alimento de Vida Eterna é fazer a gente viver além da vida e penetrar nossa vida com a Vida. É tão gostoso brincar com Deus com nossas coisas e Ele entra na brincadeira e faz de nossa vida eternidade. Quer dizer que já vivemos o que vamos sempre viver. Vivemos do jeito de Deus.

Print This Post

LITURGIA DIÁRIA

Evangelho: 3ª-feira da 3ª Semana do Advento

Santo: SÃO VUNIBALDO

HORÁRIO DE MISSAS
Horário_Missas_03

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR AO VIVO OU GRAVAÇÃO Cadastre-se na nossa Newsletter
CALENDÁRIO PAROQUIAL
VEJA +
  • Nada agendado para hoje
AEC v1.0.4
A PARÓQUIA

Conheça a nossa história, as pessoas que estão conosco, o nosso testemunho de fé e as atividades do dia a dia. COMO CHEGAR, FALE CONOSCO, SECRETARIA PAROQUIAL

ENQUETE
Você acessa este site para ..?
Ver o resultado