“Senhor, por que razão hás de manifestar-te a nós e não ao mundo?” (Jo 14,22)
Wikipedia

Ator dá “graças ao diabo” ao receber prêmio e internet reage

Seita satânica dos Estados Unidos elogiou discurso de Christian Bale

O ator britânico Christian Bale, que já foi intérprete do Batman no cinema, chamou as atenções no fim de semana passado por agradecer a Satanás em seu discurso como ganhador do Globo de Ouro de melhor ator de comédia. O prêmio lhe foi dado pela sua atuação em “Vice”, filme sobre Dick Cheney, vice-presidente dos Estados Unidos durante o governo de George W. Bush (2001 a 2009). Aliás, o ator também declarou ter considerado Cheney um “personagem sem carisma”.

Liz Cheney, filha do ex-vice-presidente, respondeu às palavras de Bale em declarações à rede Fox News:

“Eu diria apenas que Christian Bale finalmente teve a chance de interpretar um verdadeiro super-herói, mas está claro que ele estragou tudo”.

A autoproclamada Igreja de Satanás, uma das seitas satânicas mais midiáticas dos Estados Unidos, se pronunciou via redes sociais elogiando e agradecendo a Bale pelo discurso.

Para os cristãos, no entanto, “brincar” com o diabo literalmente não tem graça: invocar Satanás, ainda que “por brincadeira”, é um risco real para a alma segundo a doutrina católica. Diversos exorcistas testemunharam que grande parte dos “incidentes” envolvendo possessões diabólicas começaram “por brincadeira”, “por curiosidade” ou “por provocação”.

Como quer que seja, considerável parcela do assim chamado “mundo artístico” e grande parte dos veículos de comunicação não vem demonstrando particular sensibilidade para com as ofensas contra os cristãos: elas não se encaixam nos critérios ideologicamente seletivos que tacham de “politicamente incorreto” aquilo que ofende as suas próprias visões de mundo.

Entre as reações de tristeza, pena e lamento pela “brincadeira” do ator, um sacerdote católico do Canadá, pe. Harrison Ayre, comentou via Twitter:

“Só um lembrete de que agradecer a Satanás é realmente, realmente, realmente uma ideia ruim para a sua salvação eterna”.

O Dick Cheney da vida real, hoje com 77 anos, não comentou o discurso do ator. Cheney é apontado por críticos como o mais influente autor intelectual da invasão norte-americana ao Iraque sob o governo de Bush Filho.

Enquanto isso…

Em contraste com o discurso de Christian Bale, o também ator Neal McDonough despertou atenções nos últimos dias por um testemunho de fidelidade à esposa que lhe custou uma demissão e a perda de 1 milhão de dólares. E ele não apenas não se arrepende como ainda está convicto de que fez a coisa certa:

Via Aleteia

Logo_São_Judas_branco

Av. Alm. Ary Parreiras, s/nº - Icaraí - Niterói - RJ

Logo_São_Judas_branco

Av. Alm. Ary Parreiras, s/nº - Icaraí - Niterói - RJ

Leia mais