Em nome de Deus pare a violência, pede Cardeal a presidente da Nicarágua « Paróquia de São Judas Tadeu
Notícias, Religião › 10/07/2018

Em nome de Deus pare a violência, pede Cardeal a presidente da Nicarágua

Cardeal Leopoldo Brenes. Foto: Arquidiocese de Manágua

O Arcebispo de Manágua, Cardeal Leopoldo Brenes, pediu ao presidente da Nicarágua que, “em nome de Deus”, detenha a violência, após os ataques perpetrados no domingo contra duas cidades da região do Pacífico do país.

“Gostaria, desta sede arcebispal Catedral de Manágua, de fazer um chamado ao senhor presidente Daniel, a Dona Rosário, ao Comissionado Geral Francisco Díaz, que por favor, em nome de Deus e em nome deste povo católico presente aqui na catedral, detenham essa ação que leva mais dor e mais tristeza”, disse o Cardeal na homilia da Missa que presidiu no domingo, 8 de julho.

“Queiram ou não, esta situação cai sobre seus ombros. Famílias e toda a Nicarágua tristes”, ressaltou o Purpurado segundo informa a Arquidiocese de Manágua.

Além disso, o Cardeal Brenes disse que “muitas vezes podemos deixar passar a pregação que hoje em nome do Senhor se continua fazendo. Ficamos na parte humana sem descobrir a grandeza da divindade, que nos convida a proteger a vida, a defender a vida com ações, não com palavras”.

Segundo informou a agência Efe, centenas de homens entre policiais, paramilitares e grupos de choque pró-governo invadiram as cidades de Diriamba e Jinotepe, em caminhonetes Toyota Hilux, junto com maquinário pesado capaz de demolir paredes, denunciaram os manifestantes “autoconvocados”.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) desaprovou o ataque, ocorrido logo depois que um semelhante aconteceu em Matagalpa, no norte da Nicarágua, o qual deixou um morto.

O ataque ocorreu um dia depois que Ortega afirmou que continuará “lutando pela paz, para que desapareçam de toda a Nicarágua esses lugares” onde há manifestações contra ele.

Por outro lado, Dom José Luis Azuaje, presidente da Conferência Episcopal da Venezuela, expressou sua solidariedade a “todo o povo nicaraguense e aos seus pastores, membros da Conferência Episcopal da Nicarágua, diante da situação de violência que se gerou no país por causa dos protestos civis pelos males que o povo sofre”.

“Que o diálogo e o acordo sejam o caminho que os conduza à paz e ao bem-estar integral”, expressou.

A violência originada pelas forças pró-governo da Nicarágua já deixou mais de 300 mortos.

No dia 1º de julho, depois de ter se reunido recentemente com os bispos do país no Vaticano, o Papa Francisco elevou suas orações pelo “amado povo da Nicarágua”.

Ao concluir a oração do Ângelus dominical, o Santo Padre se uniu “aos esforços que os bispos do país e tantas pessoas de boa vontade estão realizando, em seu papel de mediação e de testemunho pelo processo de diálogo nacional em andamento no caminho da democracia”.

Por ACI Digital

Print This Post

HORÁRIO DE MISSAS
Horário_Missas_03

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR AO VIVO OU GRAVAÇÃO Cadastre-se na nossa Newsletter
CALENDÁRIO PAROQUIAL
VEJA +
  • Nada agendado para hoje
AEC v1.0.4
A PARÓQUIA

Conheça a nossa história, as pessoas que estão conosco, o nosso testemunho de fé e as atividades do dia a dia. COMO CHEGAR, FALE CONOSCO, SECRETARIA PAROQUIAL

ENQUETE
Você acessa este site para ..?
Ver o resultado