Voz do Pastor › 11/04/2017

HOMENS E MULHERES DE FUTURO!

Neste mês viveremos a maior dor e também a maior alegria cristã. Fazer memória da Cruz, trazer diante de nós essa realidade crua e absurda; mas em seguida fazer memória da Ressurreição… sua descoberta, mas também sua certeza. O sentimento de felicidade e paz de quem é filho ou filha dela! Somos filhos da Ressurreição, filhos da Esperança que não se apaga, porque ela tem nome certo: é Cristo!
Este é um momento muito especial, do qual não podemos abdicar! Viver a Semana Santa, ultrapassar o caminho árduo e encontrar com a Páscoa é ter a oportunidade de dar as mãos a nossa própria existência. O Homem encontra o próprio Homem no encontro com o Senhor (cf. GS 22) e sente seu lugar no mundo quando experimenta a misericórdia, celebrada logo no domingo seguinte à Páscoa. E por que nesse dia? Por que São João Paulo II o instituiu? Porque a Encarnação do Verbo foi a encarnação da própria Misericórdia divina! Por isso Cristo veio! O projeto de salvação aconteceu porque o pecado acontecera: pre-cisávamos da misericórdia do Senhor! Éramos mendigos e nem sabíamos quanto. E a Páscoa, ela foi o triunfo, triunfo definitivo da misericórdia sobre a morte. Foi a garantia de que estávamos salvos, de volta ao colo do Pai…
Caríssimos irmãos, há muita sede de Deus a nossa volta. Há muita falta dEle nas realidades de onde emanam orgulho, egoísmo, egocentrismo… e ganância, corrupção, violência… Entretanto, nesses espaços poderá vigorar a solidariedade, a fraternidade, o per-dão. Nesses lugares poderá “explodir” a missão. Neles poderemos e deveremos ser fonte viva, luz que ilumina, fermento na massa. Neles podemos apresentar o sentido da vida, dar testemunho de um amor que encontramos não por teoria, mas por experiência! Amor capaz de nos acolher e de nos aceitar como somos – já o fazia quando éramos tão somente pecadores – e um amor que nos quer melhores a cada dia, mais íntimos a cada hora, mais fiéis a todo momento. É amor que transforma!
Que possamos dizer isso a todos! Viver em Cristo é deixá-Lo ocupar a nossa vida; e diminuir, de forma a deixá-Lo crescer em nós. E por quê? Porque vale a pena! Nada tem esse sabor. Nada supera essa constatação, pura verdade! Não há mais nada assim. Fora de Cristo, tudo o mais passa. Sem Cristo, o sentido da vida se esvai, é efêmero!
Não nos deixemos aprisionar pela angústia do poeta, que no vazio protestava: “se foi pra desfazer, por que é que fez?”. Essa é a angústia que retrata a ausência, que nos coloca diante de um presente sem futuro. Esta não é a nossa fé! Nossa fé aponta pra frente, e o futuro é infinitamente melhor do que o presente: será pleno, definitivo, cheio de vida diante do próprio Senhor!
Que o que resta da Quaresma nos ajude a caminhar em direção à vida. Que ao encararmos a dor na Sagrada Semana e chegarmos à maravilha da Esperança certa, possamos sentir a força da fé e o ímpeto da chamada irrecusável capaz de nos levar, junto com muitos, para junto de Deus!

 

Pe. Carmine Pascale

Print This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


HORÁRIO DE MISSAS
Horário_Missas_03

Clique aqui para assistir Ao Vivo Cadastre-se na nossa Newsletter
CALENDÁRIO PAROQUIAL
VEJA +
  • Nada agendado para hoje
AEC v1.0.4
A PARÓQUIA

Conheça a nossa história, as pessoas que estão conosco, o nosso testemunho de fé e as atividades do dia a dia. COMO CHEGAR, FALE CONOSCO, SECRETARIA PAROQUIAL

ENQUETE
O que você espera para 2017
Ver o resultado
Dog